A International Paper vai aumentar os investimentos em Marrocos, apoiando a procura de embalagens caneladas sustentáveis.

Última revisão: 20 de maio de 2024
International Paper to Increase Investments in Morocco, Supporting Customer Demand for Sustainable Corrugated Packaging

Casablanca, Marrocos

Bruxelas, Bélgica/Casablanca, Marrocos - 08 de março de 2022 – A International Paper (IP), um dos principais produtores mundiais de soluções de embalagens e de polpa absorvente com base em fibras renováveis, anuncia outro programa de investimento no valor de 100 milhões de MAD (10 milhões de EUR) nas suas instalações de produção em Marrocos para 2022. O investimento surge em resposta ao aumento contínuo da procura de soluções de embalagens caneladas.

Mais recentemente, a empresa celebrou o marco de ultrapassar um volume de produção anual de 50 milhões de metros quadrados na sua fábrica de caixas de Tânger, pela primeira vez desde que adquiriu as instalações em 2017. Com base neste sucesso, cerca de 65 milhões de MAD serão dedicados a novos equipamentos que aumentam a capacidade e as capacidades de fabrico de caixas da unidade de Tânger, para reforçar ainda mais a posição da International Paper nos segmentos de frutas e legumes frescos (F&V) e automóvel.

Mais especificamente, o investimento aumentará a capacidade de produção de tabuleiros impressos de alta qualidade para F&V nas instalações em cerca de 55 milhões de unidades por ano. Como resultado, os clientes de F&V em Marrocos beneficiarão de uma maior disponibilidade e escolha de caixas e de um serviço melhorado. Futuramente, as instalações de Tânger terão também a capacidade de fabricar grandes caixas americanas, essenciais para os clientes do sector automóvel.

"Os nossos clientes e utilizadores finais querem produtos que contribuam para um futuro mais sustentável e com baixas emissões de carbono", explica Bertrand Laplaud, Diretor Geral Regional de Marrocos e África Ocidental da International Paper. "As embalagens caneladas são as mais adequadas para responder a esta procura e os nossos investimentos tornarão disponíveis em Marrocos mais produtos de embalagem fabricados de forma sustentável, dos quais as pessoas dependem diariamente, contribuindo para a economia circular."

Procurando promover a circularidade em todas as áreas da cadeia de valor, os esforços da IP para minimizar os resíduos e maximizar a recuperação de materiais abrangem a conceção e o desenvolvimento de produtos, o fornecimento de matérias-primas e os processos de fabrico circulares, bem como a colaboração com clientes e fornecedores. Por exemplo, a fábrica marroquina da International Paper em Kenitra utiliza anualmente cerca de 90 000 toneladas de OCC (antigas embalagens caneladas) de origem local para fabricar cartão reciclado. Este produto é depois convertido nas fábricas da empresa em Agadir, Casablanca e Tânger em tabuleiros e caixas caneladas para transportar os bens valiosos dos clientes até ao utilizador final.

Para aumentar a eficiência energética na fábrica de cartão reciclado Kenitra da IP, cerca de 35 milhões de MAD serão dedicados à  instalação de uma nova caldeira multicombustível que permitirá uma maior diversidade de combustíveis. A IP irá também investigar a viabilidade de implementar outras opções de energia alternativa na fábrica, como a energia solar, à medida que Marrocos continua a explorar diferentes estratégias de combustível.

"Estamos entusiasmados com este programa de investimento significativo", afirmou Bertrand Laplaud. "Fornecer os produtos que os nossos clientes desejam e, em simultâneo, liderar o caminho da sustentabilidade, está no centro da nossa estratégia. Marrocos continua a ser muito atrativo para nós, dado que a sua economia continua a crescer a taxas saudáveis, e nós esforçamo-nos por desenvolver a nossa posição vantajosa e aumentar ainda mais a nossa atividade."

Este investimento significativo é mais um sinal do empenho contínuo da International Paper na região da Europa, Médio Oriente e África e no crescimento sustentável do seu negócio de embalagens caneladas nessa região. 

Leia aqui a notícia completa.